Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \28\UTC 2009


HEDONISMO

HEDONISMO

Hedonismo
O hedonismo (do grego hēdonē que significa prazer) é uma teoria ou doutrina filosófico-moral que afirma ser o prazer o supremo bem da vida humana.
Surgiu na Grécia, na época pós-socrática, e um dos maiores defensores da doutrina foi Aristipo de Cirene. O hedonismo moderno procura fundamentar-se numa concepção mais ampla de prazer entendida como felicidade para o maior número de pessoas.
Conceitos Básicos
É a tendência moral que defende a maximização do prazer e a minimização do sofrimento na existência humana.
A teoria socrática do bom e do útil, da prudência, etc, quando entendida pela índole voluptuosa de Aristipo, leva ao hedonismo, onde toda a bem-aventurança humana se resolve no prazer.
A idéia básica que está por trás do hedonismo é que todas as acções podem ser medidas em relação ao prazer e a dor que produzem.
Podemos dizer também, numa linguagem mais simples, que o hedonismo é a arte de ser, não a de ter.
A arte de ser é a sabedoria ascética do despojamento: não se cobrir de honras, de dinheiro, de riquezas, de poder, de glória e outros falsos valores ou virtudes, mas preferir a liberdade, a autonomia, a independência. A escultura de si é arte dessa técnica de construção do ser como uma singularidade livre. O hedonismo não é a mesma coisa que o consumismo, é exatamente o oposto. É o antídoto. O consumismo é o hedonismo liberal e capitalista que afirma ser a felicidade a posse de bens materiais.

PESQUISA
CAROS ALUNOS,
Como sabem estamos trabalhando a Filosofia Renascentista, e o HEDONISMO tem sido um dos temas bastante debatidos em nossas aulas, como sugestão de pesquisa VAMOS REALIZAR A MONTAGEM DE TRABALHOS QUE ABORDEM ESTE TEMA TÃO INSTIGANTE – O HEDONISMO . Conto com a CRIATIVIDADE E CAPACIDADE de voces.
Os detalhes serão passados na sala de aula.
Grande Abraço a todos
Prof. MS.Walter

Read Full Post »


São Tomé – O  apóstolo Cético

A incredulidade de São Tomé, por Caravaggio.

A incredulidade de São Tomé, por Caravaggio.

Apostolo e mártir, mais conhecido como Tomé o Incrédulo e é um dos doze apóstolos e é citado nos 4 evangelhos embora o de São João é o mais detalhado nas epistolas envolvendo Tomé . Chamado por João Didymus, Grego para gêmeos, ele aparece em três momentos especiais. Primeiro quando se proclama pronto para morrer por Cristo ,dizendo no caminha para Bethany “Vamos morrer com ele”(João 11:16) Depois quando ele diz a Jesus: “Mestre nós não sabemos onde você está indo: como vamos saber o caminho?” E prontamente Jesus responde ” Eu sou o caminho e a verdade e a vida. Ninguém chega ao Pai, exceto através de mim”.

Finalmente, Tomé duvida dos seus companheiros discípulos quando eles dizem que ele haviam visto Jesus ressuscitado: “Se eu não ver as marcas dos pregos nas suas mãos e não colocar o meu dedo nas chagas das mãos e minha mão em seu lado ,eu não acreditarei (Lu 20:25)”. Mas ele grita “Meu Senhor e meu Deus ” quando fica face a face com o Senhor.Ele é padroeiro dos geólogos, geógrafos, geometristas, dos arquitetos, dos construtores e das pessoas em dúvida.

Sua festa é celebrada no dia 3 de julho.

Olá Pessoal, conforme nossas aulas de Filosofia , vamos colocar as mãos na massa ! O tema deste trabalho é sobre o CETICISMO, vocês devem montar um vídeo ou texto ou aquilo que achem bacana, devem abordar o CETICISMO OU PESSOAS CÉTICAS, deverá ser de forma  individual, não se esqueçam de colocar o nome, número e série  ao postarem seus textos. BOM TRABALHO !!!!!!!!!!

Abraços ,    Prof. Ms. Walter

O Tema de trabalho de Filosofia será sobre o CETICISMO, é importante lembrar que :

O ceticismo (deriva do verbo grego. sképtomai, “olhar à distância”, “examinar”, “observar”) é a doutrina que afirma que não se pode obter nenhuma certeza a respeito da verdade, o que implica numa condição intelectual de dúvida permanente e na admissão da incapacidade de compreensão de fenômenos metafísicos, religiosos ou mesmo da realidade. O termo originou-se a partir do nome comumente dado a uma corrente filosófia originada na Grécia Antiga.

O ceticismo costuma ser dividido em duas correntes:

  • Ceticismo filosófico – uma postura filosófica em que pessoas escolhem examinar de forma crítica se o conhecimento e percepção que possuem são realmente verdadeiros, e se alguém pode ou não dizer se possui o conhecimento absolutamente verdadeiro;
  • Ceticismo científico – uma postura científica e prática, em que alguém questiona a veracidade de uma alegação, e procura prová-la ou desaprová-la usando o método científico.

Read Full Post »